top of page

O que é a Terapia Sistémica? Como funciona no contexto de Terapia de Casal?


A terapia sistémica é uma forma de terapia que se foca em como os relacionamentos pessoais, padrões de comportamento e escolhas de vida de uma pessoa estão ligados aos problemas que ela enfrenta.


O conceito vem da teoria dos sistemas, que examina como as partes de um sistema influenciam umas às outras para manter a estabilidade e o equilíbrio de todo o sistema.


A teoria dos sistemas tem sido aplicada à terapia individual, familiar e de grupo. Cada forma de terapia adota uma abordagem ligeiramente diferente com base no modelo da teoria dos sistemas.


A terapia familiar e de casal, examina como a família ou o casal interagem como uma unidade coesa. Também examina os padrões entre os indivíduos que influenciam ou dificultam o potencial de mudança dentro do sistema familiar.


Às vezes, casais ou famílias procuram terapia na esperança de aprender a comunicar melhor uns com os outros. A terapia sistémica pode ajudá-los a identificar problemas ocultos que sabotam os seus esforços para se entenderem um ao outro e fornecer uma plataforma para desenvolver formas mais eficazes de compreensão das interações.


A terapia sistêmica pode ajudar pessoas de todas as idades e casais nas diferentes fases da relação. É particularmente útil em situações em que as emoções são reprimidas ou negadas por medo de ser egoísta ou de ferir os outros. Fornece um espaço seguro para as pessoas falarem sobre questões pessoais que podem ter sido muito dolorosas ou difíceis de compartilhar com outras pessoas. E pode fornecer insights sobre relacionamentos que precisam ser melhor tratados por outras formas de aconselhamento ou terapia.



Abaixo estão alguns benefícios específicos da terapia sistêmica:


Autocompreensão: os indivíduos recebem ferramentas para ajudá-los a compreenderem-se melhor. Com maior auto-compreensão, as pessoas podem desenvolver relacionamentos mais saudáveis ​​com os outros e alcançar o seu potencial na vida. O indivíduo é um participante ativo na exploração de seus padrões de pensamentos, ações e emoções;


Compreensão de diferentes perspectivas: a teoria dos sistemas ajuda os indivíduos a entender as diferentes perspectivas das pessoas em diferentes contextos. Essa consciência pode ajudá-los a identificar quando os outros estão a tentar exercer poder, quando estão a ser influenciados por outra pessoa e como essas interações afetam o seu comportamento;


Empoderamento: a terapia sistémica permite que os indivíduos sejam capacitados nas suas próprias vidas. Não se trata de abrir mão do controle para outra pessoa ou entregar o poder a um especialista ou profissional. Em vez disso, essa terapia permite que o indivíduo assuma o controle de sua vida;


Habilidades de relacionamento: os indivíduos são ensinados a comunicar com os outros de maneiras mais eficazes. Eles podem aprender a lidar melhor com conflitos e resolver problemas. Isso pode ajudá-los a ter relacionamentos mais amorosos e gratificantes;


Crenças centrais/limitantes: esta terapia ajuda os indivíduos a identificar as crenças centrais que podem ser destrutivas para as suas vidas, como o perfeccionismo ou a necessidade de agradar os outros antes de si mesmos;


Identificação de pontos fortes/recursos: a terapia sistémica ajuda os indivíduos a identificar seus pontos fortes e recursos, o que pode levar ao aumento da autoconfiança e do valor próprio;


Empatia: a terapia sistêmica pode ajudar a desenvolver maior compaixão pelos outros, o que é essencial para relacionamentos saudáveis ​​com pais, parceiros e filhos.


Aprender a trabalhar com a família: A terapia sistêmica incentiva os membros da família a trabalharem juntos para beneficiar uns aos outros.





bottom of page